domingo, 16 de dezembro de 2012

Vergonha de ser brasileiro!

Às vésperas da inauguração do estádio, jovens se prostituem ao redor do Castelão por R$ 10 

Hoje é o dia da inauguração da Arena Castelão, o primeiro estádio a ficar pronto para a Copa do Mundo de 2014, na cidade de Fortaleza. A modernidade do equipamento esportivo, que custou mais de R$ 500 milhões ao Estado do Ceará, contrasta com uma realidade tão antiga quanto trágica no país: a prática da prostituição aliada à miséria. 

Dentro de um raio de um quilômetro do estádio da Copa em Fortaleza, conta-se às dezenas as jovens mulheres e crianças que oferecem o corpo em troca de dinheiro. Na última quinta-feira, a reportagem do UOL Esporte conversou com uma prostituta de alegados 22 anos, que oferecia "um programa por R$ 10 ou por um prato de comida", sob um calor de 33 graus, na hora do almoço, explicando que estava "com muita fome". 

Ela não era a única, tampouco a mais jovem. A presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Fortaleza afirma estar "muito preocupada" com a realização da Copa do Mundo, devido ao possível crescimento da prostituição infantil nos bairros do entorno do Castelão. "Meninas e meninos de 10, 11 e 12 anos estão sendo agenciados por um prato de comida, e não existe política pública para impedir esse crime contra a infância e adolescência", afirma a vereadora Eliana Gomes. 

O Brasil não é um país pobre, é um país injusto. Fui fazer as contas para saber o que se poderia fazer com R$ 500 milhões em favor da população, mas parei. E parei porque vi uma entrevista do Dep. Romário prevendo que o Brasil gastará, embasbaquem-se!, R$ 100 bilhões para a realização da Copa do Mundo. Inacreditável. Isso é um tapa na cara de todos os milhões de pobres deste país que não têm Segurança, Saúde, Educação... 

Quer saber mais? UOL Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário